Marque já a sua consulta (21) 3268-3492 (21) 99056-8583 Marque sua consulta

Como reconhecer a endometriose?


Como reconhecer a endometriose?
A endometriose é uma das doenças que mais preocupam as mulheres, além de causar dores intensas na região do ventre e poder gerar dificuldades na hora de engravidar.
A doença afeta hoje cerca de 6 milhões de brasileiras. De acordo com a Associação Brasileira de Endometriose (SBE), entre 10% e 15% de mulheres em idade reprodutiva (13 a 45 anos) podem desenvolver a patologia e há 30% de chance que fiquem estéreis. Porém, a boa notícia é que é possível tratar essa condição e devolver a qualidade de vida às mulheres.
Segundo a dra. Cristina Romano, ginecologista da Medcenter, todos os meses, o endométrio fica mais espesso para que um óvulo fecundado possa se implantar nele. Quando não há gravidez, no fim do ciclo, ele descama e é expelido na menstruação. Uma das teorias para explicar o aparecimento de endometriose é que um pouco desse sangue migra no sentido oposto e se aloja nos ovários ou na cavidade abdominal, causando a lesão endometriótica. As causas desse comportamento ainda são desconhecidas, mas sabe-se que há um risco maior de desenvolver endometriose se a mãe ou a irmã sofrem com a doença.
Essa formação anormal do tecido geralmente acontece nos ovários, no intestino, na bexiga, na região pélvica e no reto, podendo também atingir alguns órgãos como o pulmão.
“Apesar de ser um quadro que geralmente se inicia após a primeira menstruação, a endometriose só costuma ser diagnosticada na fase adulta, entre 25 e 35 anos. Quem já teve casos na família, começou a menstruar cedo, nunca teve filhos, tem menstruações com ciclos longos ou anormalidades no útero tem mais chances de desenvolver a patologia”, enfatiza a dra. Cristina Romano.
Um dos aspectos da doença que mais assustam é a infertilidade. Segundo a especialista, o que acontece é que metade das pacientes terá dificuldade para engravidar, mas não se tornará inférteis.
Saiba como reconhecer os principais sintomas da doença

✓ Dor no baixo abdômen ou cólicas que podem ocorrer por uma semana ou duas antes da menstruação.
✓ Dores nas relações sexuais com penetração.
✓ Dores ao urinar e evacuar, especialmente no período menstrual.
✓ Infertilidade.
✓ Fadiga.
✓ Diarreia e sangramento intestinal.
Dependendo do tratamento, a paciente pode receber medicamentos hormonais que tenham ação inibidora da menstruação. Já nos casos mais complexos, os médicos podem avaliar a indicação de cirurgia. Não há formas específicas de prevenir a endometriose, mas cultivar um estilo de vida saudável, com alimentação equilibrada e a prática de atividades físicas regulares, além de consultar regularmente um médico especialista para a prevenção e realização do exame preventivo, diminui as chances de desenvolvimento da doença.
A Medcenter fica localizada na Av. Nossa Senhora de Copacabana, 1.066/sobreloja. A unidade está próxima à estação do metrô Cantagalo, com fácil acesso. Agende sua consulta pelo WhatsApp: (21) 99056-8583. Venha nos conhecer!