Marque já a sua consulta (21) 99056-8583 Marque sua consulta

Asma e bronquite não são a mesma coisa. Saiba como diferenciar as condições.


criança inalando medicação para asma
Especialista explica as principais causas desses dois problemas.
Quando se fala de doenças respiratórias é muito comum ouvir sobre asma e bronquite, principalmente porque ambas apresentam sintomas muito parecidos, mas é importante dizer que as causas dessas enfermidades são diferentes e uma boa análise clínica é capaz de identificá-las. As duas afetam as vias aéreas e os pulmões e, por isso, essa confusão ocorre, sobretudo pelos sintomas mais recorrentes serem muito semelhantes.
Segundo a dra. Vanessa Freire, pneumologista pediátrica da Medcenter, a asma é uma doença crônica que não tem cura, mas tem controle, e o desenvolvimento dessa patologia é o resultado da interação entre herança genética e exposição a alérgenos no ambiente, entre outros fatores específicos. Esse histórico familiar é um dos principais fatores de risco para o paciente asmático, que costuma apresentar mais descontrole da doença enquanto ainda é criança ou adolescente.
Já a bronquite, de acordo com a dra. Vanessa, é uma inflamação dos brônquios causada por agentes infecciosos, geralmente um vírus, e é acompanhada por um quadro gripal. A bronquite aguda é uma doença autolimitada, não faz uso de medicações específicas e pode ser que ocorra apenas um episódio isolado na vida do paciente com a duração de duas a três semanas.
“As doenças respiratórias são as principais causas de atendimento nas emergências das pediatrias dos hospitais, principalmente no outono/inverno, independentemente de ser pandemia ou não”, diz a médica.

As causas

Asma – mudança brusca de tempo; o contato com ácaro, pólen, poeira, ar frio, esforço físico e resfriado é considerado gatilho para desencadear crises em pacientes.

Bronquite, resfriado, gripe – as condições estão relacionadas com infecção viral ou bacteriana.
Os sintomas

Asma
  • Tosse seca
  • Chiado no peito
  • Falta de ar
  • Fôlego curto
  • Sensação de peso no peito
  • Ansiedade
Bronquite
  • Tosse seca, que pode conter ou não catarro
  • Falta de ar
  • Chiado no peito
  • Febre de até 38 graus que dura de 3 a 5 dias
Observa-se que o que difere uma enfermidade da outra normalmente é a febre, que deixa mais clara a distinção entre uma doença crônica ligada à genética e uma doença infecciosa. Seu diagnóstico é clínico, sendo fundamental consultar um especialista para uma identificação precisa da doença, assim como avaliar a necessidade de exames complementares.

O tratamento

Asma – existe a necessidade de acompanhamento médico constante e uso contínuo de medicação de controle das crises. Normalmente, os medicamentos ministrados para conter a inflamação das vias aéreas são os corticoides e broncodilatadores, que são as famosas bombinhas utilizadas. Todo tratamento é feito de acordo com o estágio da patologia no paciente.
Bronquite – não existe tratamento específico, pois é uma doença viral, assim, são usadas medidas clínicas para aliviar os sintomas: analgésicos e antitérmicos; há casos específicos em que o paciente se beneficia com o uso de broncodilatadores; é um tratamento de controle dos sintomas.
Fazer o acompanhamento com um especialista e seguir todo o tratamento de forma.

CNPJ: 28.782.745/0001-79 :: Medcenter LTDA
Copyright © 2018-2019 Todos os Direitos Reservados
Desenvolvimento: