Marque já a sua consulta (21) 99056-8583 Marque sua consulta

O que é miocardite e como ela está relacionada com a Covid-19?



Atividade física intensa pode piorar quadro de infecção
A pandemia da Covid-19 aumentou a conscientização e os cuidados com a saúde, especialmente em pessoas consideradas dos grupos de risco, pois algumas doenças e condições podem ser afetadas pela infecção. Entre as enfermidades de maior perigo, a miocardite é destaque. Por isso, para reduzir a gravidade, é preciso entender melhor o assunto.

O que é miocardite?

Miocardite é uma inflamação do músculo cardíaco (miocárdio) que pode afetar o sistema elétrico do coração, reduzindo a capacidade do órgão de bombear o sangue, o que causa ritmos cardíacos acelerados ou anormais conhecidos como arritmias. Os sintomas incluem:
  • Dor no peito;
  • Fadiga;
  • Falta de ar;
  • Arritmias.
Em estado grave, a miocardite enfraquece o coração de modo que o resto do corpo não recebe sangue suficiente. Os coágulos podem se formar no órgão, levando a um derrame ou ataque cardíaco.
A gravidade da doença está relacionada com o fato de haver dano permanente no músculo cardíaco – os casos mais severos podem levar à insuficiência cardíaca, fazendo com que o miocárdio inche e perca um pouco de sua força ou fique espesso e rígido. Para alguns pacientes, o transplante cardíaco pode ser uma necessidade.
Como a miocardite é diagnosticada?

Segundo a dra. Juliana Marçal, cardiologista da Medcenter, os sintomas da miocardite não facilitam a diferenciação de algumas outras doenças cardíacas. “No entanto, uma característica que distingue essa condição de outras causas de insuficiência cardíaca é que, muitas vezes, ela ocorre após uma infecção respiratória superior ou gastrointestinal, por causa de uma resposta imunológica específica contra o próprio coração”, explica.
O diagnóstico pode envolver exame físico, raios X, eletrocardiograma, ecocardiograma, ressonância magnética e exames de sangue para proteínas e anticorpos reveladores. Uma biópsia pode ser realizada quando há suspeita de miocardite, permitindo que o tecido cardíaco seja examinado em nível microscópico para evidenciar a presença do processo da doença.

Qual a relação com a Covid-19?

Pesquisas focadas no novo coronavírus ainda estão em andamento, mas já apontam que a resposta imunológica do corpo a essa infecção pode aumentar o risco de inflamação cardíaca. Estudos também mostram que os exercícios físicos durante a infecção podem tornar a Covid-19 pior, uma vez que a atividade intensa durante o período de ação do vírus – mesmo que não haja sintomas – pode fazer com que o microrganismo se replique em um ritmo mais rápido.
Embora a infecção ainda esteja sendo avaliada mais a fundo, algumas precauções são recomendadas por especialistas:
  • Parar completamente os exercícios por duas semanas depois do diagnóstico;
  • Retornar gradualmente à atividade física após esse período.

CNPJ: 28.782.745/0001-79 :: Medcenter LTDA
Copyright © 2018-2019 Todos os Direitos Reservados
Desenvolvimento: