Marque já a sua consulta (21) 99056-8583 Marque sua consulta

As dores do home office: como a má postura e acessórios inadequados podem influenciar na saúde ortopédica


Mulher com dor nas costas
A faixa economicamente ativa está mais sujeita a essas patologias pela imposição do mercado de trabalho
A chegada do “novo normal” trouxe mudanças na rotina, e uma delas foi a necessidade de o brasileiro realizar o trabalho remoto. Muitas pessoas não têm um ambiente apropriado em suas residências para exercer corretamente suas funções. Assim, a falta de cadeira e mesa adequadas e de apoio com a altura correta pode causar problemas na qualidade de vida da população.
Segundo o dr. Breno Pigozzo, ortopedista da Medcenter, “a má postura pode contribuir para uma gama de problemas, como doenças ortopédicas, doenças relacionadas com o trabalho, cefaleia e cansaço”. E os desdobramentos dessa realidade não são apenas estéticos, existem consequências físicas que afetam diretamente o bem-estar do indivíduo.
As principais doenças ortopédicas decorrentes da má postura incluem cervicalgias, lombalgias e tendinites de punho e cotovelo. Para reduzir os efeitos negativos, a cada 30 ou 60 minutos, o indivíduo deveria levantar-se, dar uma volta em casa e alongar punhos e antebraços”, explica o dr. Breno.
O ortopedista separou algumas dicas para evitar os danos da má postura no home office; a principal delas é configurar corretamente o seu local de trabalho:
  • alinhar as articulações em posição neutra;
  • ajustar o monitor à sua frente (evitar ficar olhando para o lado) – a parte superior do monitor deve ficar, aproximadamente, dois a três dedos abaixo da linha dos olhos;
  • corrigir a cadeira – os joelhos devem ficar fletidos em posição neutra; a parte superior e inferior das costas, apoiadas; o quadril também deve estar apoiado no fundo da cadeira; os braços devem ficar relaxados, com os cotovelos e os antebraços sustentados.
Além das dicas acima, adequar o seu local de trabalho e não realizar as funções laborais no sofá ou na cama causa menos impacto negativo no corpo. Outro alerta feito pelo dr. Breno é para as crianças e os adolescentes que passam muito tempo estudando ou realizando atividades em frente ao computador – é necessário ficar atento também à postura dos pequenos e dos jovens.
Portanto, dar prioridade aos acessórios adequados, realizar atividades físicas diárias e manter uma postura minimamente apropriada na hora de executar o seu trabalho no dia a dia é o que vai influenciar e fazer toda a diferença para evitar doenças posturais causadas pela falta de uma rotina que priorize a sua saúde. Em caso de algum sintoma, procure um especialista.

CNPJ: 28.782.745/0001-79 :: Medcenter LTDA
Copyright © 2018-2019 Todos os Direitos Reservados
Desenvolvimento: