Marque já a sua consulta (21) 3268-3492 (21) 99056-8583 Marque sua consulta

Reforçar a imunidade das crianças pode evitar viroses e outras infecções


viroses
Além das vacinas, hábitos saudáveis no dia a dia podem melhorar a defesa do organismo com a chegada do outono
A nova estação proporciona temperaturas mais amenas e agradáveis. Por outro lado, a mudança climática pode deixar as crianças mais suscetíveis a viroses e infecções respiratórias por causa de seu sistema imunológico, mais vulnerável que o dos adultos. Por isso, reforçar a imunidade dos pequenos, de diferentes formas, é a melhor alternativa para protegê-los.

Amamentação

O aleitamento materno é essencial para a saúde das crianças. “Isso porque oferece calorias, nutrientes e proteínas responsáveis pelo bom funcionamento do sistema imunológico, além dos anticorpos da mãe. Os bebês devem ser amamentados exclusivamente até os 6 meses. Depois, até os 2 anos; alguns alimentos podem ser unidos à amamentação”, explica a dra. Priscila Vian, pediatra da Medcenter.

Vacinação

As vacinas são o meio mais conhecido de imunizar o indivíduo contra diversas doenças e devem ser tomadas desde os primeiros dias de vida. “Elas são capazes de proteger a criança contra infecções graves, como o sarampo, a meningite e a varicela, além disso, ajudam a criar um ambiente mais seguro para a sociedade como um todo.”

Alimentação

Uma alimentação balanceada e rica em nutrientes também é uma excelente maneira de prevenir uma série de problemas de saúde. “Alimentos como frutas, carnes, ovos e leite oferecem vitaminas, zinco e ferro, necessários para o funcionamento do sistema imunológico. Beber muita água também é fundamental para o organismo.”

Higienização das mãos

Apesar de parecer uma recomendação boba para alguns, a pandemia do coronavírus mostrou para a população a importância de lavar muito bem as mãos para se proteger de infecções. “Muitas vezes, as doenças são contraídas pelo contato de mãos contaminadas com a boca, os olhos e o nariz, especialmente entre as crianças, que são menos preocupadas com hábitos de higiene.”

Sono regulado

Para muitas pessoas, ficar uma noite sem dormir é a receita para contrair um resfriado. “Dormir a quantidade de horas adequadas é essencial para o bom funcionamento das células de defesa do organismo. Dormir pouco provoca aumento do cortisol, hormônio do estresse que afeta a imunidade.”